PARAUAPEBAS

FALTAM POUCOS PASSOS PARA O PASSE LIVRE SER IMPLANTADO EM PARAUAPEBAS

No ano de 2013 tramitou no senado, o projeto de lei 248, que garante passe livre para todos os estudantes brasileiros. O projeto assegura a gratuidade no sistema de transporte público coletivo local para os estudantes do ensino fundamental, médio ou superior, que estejam regularmente matriculados e com frequência comprovada em instituição pública de ensino.

A União Municipal dos Estudantes de Parauapebas vem lutando no meio politico para que o passe livre seja implantado no município e segundo Alessandro Lima aproximadamente 49 mil estudantes da rede publica de ensino poderão usufruir deste beneficio, mas se dará prioridade para o estudante no qual a família seja considerada de baixa renda.

A lei proporciona transporte gratuito como estímulo ao desenvolvimento social pela educação é justo e necessário. No entanto, Alessandro afirma que é preciso entender um conceito mais amplo do que seja o estudante para que essa medida tenha êxito pleno.
Não se define como estudante, exclusivamente, quem é matriculado em um curso reconhecido pelo MEC, mas toda aquela pessoa que está à procura de um enriquecimento intelectual, com perspectivas mais amplas de aperfeiçoamento.
O reconhecimento institucional limita o grupo e, em vez de incluir, traz a exclusão de um número grande de estudantes que existem em nosso município, por isso o programa de Passe Livre busca contemplar não só os estudantes da educação Fundamental, médio ou Superior, mas sim a todas as pessoas que queiram estudar, não dependendo da sua idade, abrindo um leque mais amplo de contemplados.

Tem que se pensar que o custo do transporte mexe diretamente na estrutura do orçamento das famílias e, por isso, precisa ser pensado com cuidado. É fundamental proporcionar o benefício da passagem livre a todos que estudam buscando melhorar suas condições de vida, o que certamente acarretará em uma melhoria na situação dos próprios pais.
A estudante Natalia Vasconcelos, de 17 anos, que estuda na escola Estadual Eduardo Angelim, acredita que com a aprovação do passe livre será bom para ela, como aluna, que vai utilizar o transporte publico a custo zero, e para sua família também, que deixará de gastar todos os meses o meio passe para estudantes.

Adersen arantes Para a Redação do Parazão tem de tudo


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


POPULARES

Topo