PARAUAPEBAS

NEM TODOS PODEM COMEMORAR O NATAL EM FAMÍLIA

Nem todo mundo pode curtir a noite de Natal ou Ano-novo em casa, ao lado da família e de amigos. Em muitas profissões é preciso manter plantão até mesmo nas noites de festas.

O Subtenente do 23ֺº Agrupamento bombeiro militar de Parauapebas, o senhor Valdireno Gomes, conta que o Natal e o Ano-novo ganharam um sentido diferente nos últimos 14 anos. Para ele, assim como para outros companheiros de equipe, é difícil ficar longe dos familiares, mas a união da corporação transforma o quartel em um segundo lar.

Segundo subtenente, neste período de festas o corpo de bombeiros contará com 12 efetivos de plantão para atender as necessidades da população da cidade, mas se tiver uma ocorrência que necessite de reforços, todos vêm prontamente.

Mas não é porque a noite é de trabalho que precisa deixar de ser feliz. Assim como ocorre em casa, os bombeiros arrumam a mesa e preparam uma típica ceia de Natal. Valdireno conta que o Comandante José Raimundo Lélis organiza tudo para que os bombeiros que estão de guarda nestas noites não fiquem sem comemorar o nascimento do menino Jesus. Mas, é claro, param tudo se aparece alguma ocorrência, pois é hora de trabalhar.

“No Natal e mais tranquilo que o Ano novo, pois o Governo Municipal acostuma realizar festas para comemorar a virada do ano, e o corpo de bombeiro sempre trabalha nestes eventos” Diz o Subtenente Valdireno.

NO HOSPITAL TAMBÉM SE COMEMORA.

Nos Hospital Geral de Parauapebas, enfermeiros, médicos e técnicos em enfermagem também trabalham nestas datas. Há três anos, O Clinico Geral, Fernando Sales, trabalha no Natal ou Ano Novo.
“Quando você escolhe uma profissão, já sabe que terá que abrir mão de algumas comemorações em família e amigos” diz o Clinico Geral Fernando.
Ao contrário do que muitos pensam, é possível fazer festas alegres nos hospitais. Segundo o Clinico Geral, todos têm direito à ceia, e cada um contribui com algo. Ele relembra um fato que marcou em um natal. Ela trabalhava no pronto-socorro, é uma paciente que tinha sido examinada e liberada não queria voltar para sua casa, e pedia para todo o corpo medico do hospital para ser internada, que ela queria passar o natal no hospital.

Fernando aproveita a oportunidade para desejar a todos boas festas e relembra que devemos comemorar com moderação “bebida”, assim todos vamos desfrutar do natal e ano novo com familiares e felizes.

Texto Adersen Arantes


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


POPULARES

Topo