ENTRETENIMENTO

VIRADA DE ANO, MOMENTO DE NOVAS METAS NA VIDA.

Aquela dieta que nunca começou, o exercício físico que ficou para trás e outras promessas que se repetem a cada ano podem sim ser concretizadas, segundo especialistas.

A virada do ano é sempre um momento simbólico, pois é o encerramento de um ciclo e o início de outro. A ocasião é de mudança, de reflexão, recomeço ou ponto de partida para muita coisa que deixou de ser feita no ano que passou . É a hora de traçar metas por exemplo, tirar do papel promesas feitas em anos anteriores, como aquela dieta que deveria começar segunda, mas nunca começou, a atividade física que perdeu para o sofá, ou o dinheirinho que deixou de ser guardado todo mês. A pessoa escolhe um dia para iniciar a mudança na vida, mas faltam construção e planejamento para a execução

Segundo o antropólogo, sociólogo e consultor de Marketing Digital Lázaro Andrades, não existe fórmula mágica para ser bom cumpridor de metas. Mas há boas sugestões. Entre as dicas do especialista, além de planejamento, a perseverança é apontada como primordial para alcançar os objetivos. Uma outra sugestão também envolve perseverança, mas é um esforço mental. Trata-se de induzir o subconsciente.

“É recomendável fazer uma planilha com todas as suas atividades, e escrever todos os desejos em um pedaço de papel e ler todos os dias, na parte da manha, e deste modo, o subconsciente começará trabalhar o sentido de criar um forte desejo para a concretização das ações.”, ressalta Lázaro Andrades.

Para as pessoas que estabelecem metas e não conseguem concluí-las, Lázaro explica um método que pode ajudar. Segundo ele, basta reduzir a quantidade de ações e o período para cumpri-las, ou seja, em vez de ter dez metas para o ano todo, é melhor ter três metas para o primeiro trimestre, focar nas três e quando completá-las, você define mais três para o trimestre seguinte.

“Nós (seres humanos) temos a mania de fazer muito paralelismo. Achamos que vale a pena fazer várias coisas ao mesmo tempo, equilibrando vários pratos na mão. Mas o que as pesquisas e experimentos mostram é que em vez de fazer várias coisas ao mesmo tempo, devemos escolher alguns poucos pontos para gastar 100% da energia. E quando um desses pontos for concluído, abrimos espaço para um outro objetivo. O mais importante é você não fazer do jeito que sempre fez”, conclui o sociólogo.

Adersen Arantes Para a Redação do Parazão tem de tudo


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


POPULARES

Topo