POLÍTICA

Filho de Wlad vai ter que mostrar qualificações para ocupar vaga de R$ 100 milhões

Em despacho dado na última terça-feira (6), a juíza federal substituta da 5ª Vara da Seção Judiciária do Pará-SJPA, Mariana Garcia Cunha, ordenou que o filho do deputado cassado Wladmir Costa, Yorran Christie Braga da Costa, apresente em até cinco dias informações que o credenciem ao cargo de delegado federal de Desenvolvimento Agrário no Pará. Ele deverá apresentar suas qualificações profissionais e acadêmicas.

 A determinação é baseada no parágrafo 4º do artigo 5° da Lei 4.717/65, que diz que, na defesa do patrimônio público, caberá a suspensão liminar do ato lesivo impugnado. Isto é, diante de um possível caso de corrupção, a nomeação pode ser cancelada pela Justiça.

 Mesmo tendo apenas 22 anos e sendo ainda estudante nos cursos de Direito e Gestão Pública, ma última semana Yorann foi indicado para assumir o cargo de delegado federal da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (Sead) no Pará.

A indicação causou surpresa e indignação da população e uma ação popular foi impetrada pelao advogado Ismael Moraes, que declarou que o jovem “não possui curso superior e formação técnica” para desempenhar o cargo e comandar um orçamento de R$ 100 milhões da reforma agrária no estado.

FAZ O QUÊ?

 Ao longo da ação popular de 23 páginas, o advogado afirma que “indiscutivelmente o nomeado não ostenta nenhuma qualificação pessoal, profissional ou acadêmica que justificasse o ato de nomeação para cargo de delegado da Delegacia federal de Desenvolvimento Agrário no Estado do Pará.

De fato, é difícil saber mais informações sobre o filho do deputado dos confetes. Em uma pesquisa na plataforma Lattes, que reúne currículos acadêmicos e profissionais, o nome de Yorran nem ao menos é listado.

Em 2014, o Diário Online já tinha divulgado o patrimônio milionário do jovem que ultrapassava R$ 2 milhões. Mesmo com todo o dinheiro do filho, Wladimir Costa teve que desocupar um imóvel no prazo de 15 dias, correndo risco de ser preso.

“CARA DE COITADINHO” FUNCIONA…

Cassado em 2016 pelo Tribunal Regional do Estado do Pará (TRE-PA), um dos mais faltosos no Congresso, Wladimir Costa, em julho do ano passado, sem muitos rodeios, Wlad disse como se deve agir para conseguiur benefícios junto ao presidente Michel Temer.

Ele afirmou que “somente alguns parlamentares hipócritas não vão assumir, mas é óbvio que, após a reunião com o presidente, a gente vem com aquela história: “Mas, presidente, eu gostaria de trazer demandas do estado, do município, do governo do estado”. A gente aproveita o barco e pede. Na realidade, não é o governo que está atrás disso, os parlamentares é que estão procurando, pedindo audiência, aproveitando a oportunidade. O Temer tem que ser assim. Aos amigos, as flores; aos inimigos, coroa de espinhos”, explica.

É ainda Wlad que afirma que “Ele  (Temer) não propõe nada, ele pede apoio, mostra cópia da denúncia, diz que é inócua, mas não oferece nada. Vai que alguma pessoa queira gravá-lo novamente numa situação dessas. Ele diz que vai ver o que pode fazer. “O que for possível ajudar no seu estado, vamos fazer”. Ele vê quais são os ministérios, quem pode resolver. O presidente encaminha. Faço cara de coitadinho para ele”, afirma.

Por fim, de acordo com O Globo, Wlad, destacou que quer sim mais cargo para poder colocar seus protegidos e indicados: “Se me der alguns cargos, eu quero. Quero indicar, tenho até os nomes, tenho até currículos no gabineteTomara que ele leia essa reportagem e se lembre do “Wlad” que tem ecoado sua voz a nosso favor e me dê umas indicações importantes para o estado”, finaliza.

 Fonte:DOL



POPULARES

Topo