PARAUAPEBAS

EM PARAUAPEBAS, SAAEP MODERNIZA FORMA DE COBRANÇA DOS SEUS SERVIÇOS

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (SAAEP) iniciou o ano de 2018 com mudanças na forma de cobrar os consumidores. Com a utilização de novos equipamentos para leitura e emissão de faturas, a entrega das contas de água aos consumidores residenciais e comerciais será instantânea.

O serviço de entrega de contas de água simultâneo a leitura mensal dos hidrômetros residenciais e comerciais.

A melhoria é mais uma inciativa do atual gestão do SAAEP que,

desde quando assumiu a autarquia, vem trabalhando para melhorar a qualidade do serviço prestado.

Segundo Elisvan Souza Reis, foi necessário um extenso trabalho de avaliação e estudo de tecnologias para que a modernização fosse possível.

“O sistema proverá redução do custo operacional com a eliminação do trabalho interno de impressão, separação e distribuição das faturas, gerando maior eficiência nas atividades do leiturista”, diz satisfeito o novo gestor da pasta.

Elisvan resalta ainda que, com o novo sistema, o usuário poderá contar com a pontualidade na entrega das contas e a disponibilização de um banco de dados com ocorrências tarifadas, facilitando a negociação de pagamentos ao SAAEP, diminuindo os índices de inadimplência e possibilitando novos investimentos na melhoraria do fornecimento de água no município.

COBRANÇA EM DIA FORNECIMENTO DE ÁGUA EM ATRASO

A falta de água sempre foi um problema no município de Parauapebas. Todos os dias os moradores da cidade sofrem com o falta de abastecimento e com qualidade da água.

A falta de água constante tem incomodado moradores dos bairros de Parauapebas.

Marcio Popety é morador do bairro Cidade Jardim há nove (9) anos, e afirma que essa é uma situação que vem ocorrendo com frequência desde o fim do ano 2016 no bairro.

“Aqui no Cidade Jardim a situação está difícil, sempre estamos sem água. Quando vem é só por uma (1) ou duas (2) horas e é cortada novamente o abastecimento. Mas a fatura chega todo mês, cobrando fornecimento de água e esgoto”, diz o jovem.

De acordo a dona Ezimar Silva, que mora próximo a caixa d’água que abastece o bairro, sua casa fica sem água pelo menos seis vezes por semana. O que tem atrapalhado sua vida.

“A gente liga para a SAAEP e só falam que estão fazendo manutenção. Isso atrapalha a rotina da nossa casa. Na segunda tomamos banho de mangueira de madrugada”, reclamou a moradora.

As reclamações sobre a má qualidade no abastecimento de água e do serviço do SAAEP são enviadas constantemente para nosso whatsapp.

Agora o SAAEP investe milhões para melhorar na cobrança, mas não investe para entregar água de qualidade e diariamente em todos os bairros.

Há prioridades e prioridades

O Ministério Público bem que poderia ir ver a situação de perto, juntamente com o gestor da SAAEP e requerer algum plano de atuação desse órgão pra minimizar o sofrimento da população do bairro.

 

PARAZÃO TEM DE TUDO/(SD)

 



POPULARES

Topo