NOTÍCIAS

População fotografa rejeitos de bauxita espalhados na PA-481 em Barcarena, no PA, na noite desta quinta-feira

Moradores de Barcarena, no nordeste do Pará, denunciam um novo vazamento de rejeitos na noite desta quinta-feira (22) no município. Segundo a população, que fez imagens da situação, há uma grande quantidade de lama vermelha invadindo a pista da PA-481. Nesta quinta-feira, um laudo do Instituto Evandro Chagas (IEC) chegou a confirmar contaminação em diversas áreas de Barcarena, provocada pelo vazamento das barragens de rejeitos de bauxita da mineradora norueguesa Hydro Alunorte.

“Tem muito rejeito aqui na pista. Eles tão limpando aqui, mas não tem jeito, nós vamos fotografar”, diz um morador. “A lama vermelha está invadindo a pista. Tá desesperador aqui!”, diz a moradora Bartira Santos.

“Máquinas estão trabalhando aqui na pista. Mais uma vez estourou uma parte da barragem. Uma vergonha essa empresa. Apagaram todas as luzes aqui pra ninguém ver”, diz outro morador do município.

Segundo as pessoas que estão no local acompanhando a situação, o cheiro de solda cáustica é muito forte na pista.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Barcarena informou que recebeu na noite desta quinta-feira duas denúncias: uma de que houve um vazamento de rejeitos e outra de que um caminhão tombou na pista derramando uma grande quantidade de rejeitos. O órgão enviou equipes ao local para apurar a situação.

Logo em seguida o responsável pela Defesa Civil de Barcarena confirmou que um caminhão com rejeitos virou na PA-481 entre o trevo do Peteca e o trevo da Vila dos Cabanos, próximo às bacias da Hydro Alunorte. O líquido se espalhou pela pista e assustou quem passou pelo local.

Em nota, a Hydro Alunorte informou que iniciou já nesta noite a limpeza da via na PA-481, onde um caminhão de uma subcontratada despejou material. A empresa disse que vai apurar as circunstâncias do incidente e o tipo de material derramado na rodovia.

A Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Pará (Semas) ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Laudo confirma vazamentos

Um laudo do Instituto Evandro Chagas divulgado nesta quinta-feira (22) confirmou contaminação em diversas áreas de Barcarena provocada pelo vazamento das barragens de rejeitos de bauxita. Em nota, a mineradora Hydro informou que vai analisar o laudo para se pronunciar sobre o assunto.

Apuração

Representantes da OAB-PA informaram, nesta quinta-feira (22), que, após lerem o laudo do Instituto Evandro Chagas (IEC), que confirma o vazamento de rejeitos da mineradora Hydro em Barcarena, decidiram pedir à Justiça do Pará a intervenção judicial na Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas), com o afastamento do secretário de Meio Ambiente, Thales Belo, e do secretário adjunto de Mineração.

Eles devem pedir ainda a prisão dos fiscais do órgão que atestaram inexistir irregularidades na empresa norueguesa. “Causou indignação especial a constatação pelos pesquisadores do IEC da existência de um dreno ‘clandestino’, por onde a empresa, com a aquiescência da Semas, drenava rejeitos quando as chuvas se intensificavam”, diz a nota da OAB-PA.

PARAZÃO TEM DE TUDO/G1 Pará



POPULARES

Topo