EDUCAÇÃO

Parauapebas e São Félix do Xingu terão acesso à tecnologia para planejamento urbano

Capacitar técnicos municipais que atuam na elaboração das políticas de desenvolvimento setorial e urbano, com ferramentas capazes de criar bancos de dados e, a partir deles, produzir mecanismos para elaboração de mapas temáticos. Esse é o objetivo da parceria firmada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) e o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), para a promoção do curso de capacitação de “Georreferenciamento Remoto e Elaboração de Mapas Temáticos (básico) de software SIG Quantum (QGIS)”.

Essa nova ferramenta será ofertada sem custo aos municípios paraenses, em dois módulos de aula presencial, com carga horária de 40 horas, na sede do Censipam.

O curso terá participantes de Parauapebas e São Félix do Xingu.

A nova plataforma vai reforçar o planejamento setorial e urbano ao possibilitar o cumprimento das legislações federais; o acesso aos recursos federais e o desenvolvimento de projetos de infraestrutura urbana para a melhoria da qualidade de vida nas cidades.

Há alguns anos o acesso a essas ferramentas pelas prefeituras era precário, informa Ingrid Souza, da Diretoria de Política Setorial da Sedop, destacando que o curso vai promover a inserção desses municípios na linguagem cartográfica e espacial, recurso fundamental para o planejamento urbano local.

 



POPULARES

Topo