PARAUAPEBAS

PM PRENDE TRIO SUSPEITO DE ENVOLVIMENTO NO ASSASSINATO DE WILKA

Polícia prende suspeitos da jovem encontrada morta no bairro Novo Brasil

Por volta das 22h30 de segunda-feira 28, a Polícia Militar prendeu e apresentou na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas para o delegado plantonista Fernando Oliveira, o trio formado pelos irmãos Genilson Nogueira Chaves, 24 anos de idade, “O Lacoste“, e sua irmã Iracy Nogueira Chaves, 23, além de Filipe Sander da Mota Lopes, 21, marido de Iracy, ambos são acusados de envolvimento na morte da adolescente Wilka Afonso Pereira de 12 anos de idade, encontrada morta na tarde de domingo, 27, com 15 facadas em um córrego no final da rua Hamilton Ribeiro, bairro Novo Brasil, Parauapebas.

Segundo a polícia a vítima teria sido morta na noite de sexta-feira, 25, minutos após chegar na casa do tatuador Genilson Nogueira, onde estaria ocorrendo uma festa de aniversário. Além do trio ainda segundo a polícia outros dois indivíduos já identificados por “Salsicha“, e “Cheba“, que estão foragidos teriam sido os autores dos golpes e ocultação do cadáver.

Com base nos levantamentos realizados pela policia e depoimento do trio para a polícia civil, a vítima teria chegado ao local acompanhada de Salsicha de mãos dadas como se fossem namorados, minutos depois por volta das 23h30, “Salsicha”, que seria traficante e temido na área teria puxado da cintura um punhal e passado a esfaquear a adolescente no meio da festa.

Ainda segundo informações dadas para polícia e reportagem, após matar a garota “Salsicha” teria pago para “Cheba” sumir com o corpo, o que de imediato o mesmo carregou o corpo de Wilka Afonso nos braços a jogando nas águas do igarapé. Enquanto isso a festa rolava tranquilamente. De acordo com a GU a polícia chegou aos envolvidos através de denúncia anônima quando uma testemunha ocular do crime repassou os nomes dos autores e envolvidos no crime.

Na delegacia os apresentados negaram participação no crime e disseram que não denunciaram o homicídio para a polícia por medo pois antes de deixar o local “Salsicha” teria ameaçado as testemunhas.

Segundo a polícia Wilka Afonso teria sido morta por ter passado informações de “Salsicha” traficante e integrante de uma facção para um delegado de Polícia Civil que está investigando traficantes na cidade.

(Caetano Silva)



POPULARES

Topo