PARÁ

MÁRCIO MIRANDA DEFENDE PARÁ EM AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE RENOVAÇÃO DE FERROVIAS

Exercendo a função de presidente da Assembleia Legislativa e deputado estadual, Marcio Miranda, candidato ao Governo do Estado do Pará, defendeu interesses para o Pará nesta segunda-feira (27) em audiência pública promovida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O tema era o processo de renovação da concessão das ferrovias no Estado.

Audiência foi proposta depois de denúncias de que a renovação estaria sendo feita sem audiências públicas e discussões prévias. Também estavam presentes diretores da ANTT, o senador Flexa Ribeiro, o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, secretários de Estado, vereadores e representantes de comunidades e populares. Com o auditório lotado, muitos ficaram.

Márcio Miranda registrou os pedidos de novas audiências para poder atender a todos. E com discurso dirigido aos diretores da ANTT ali presentes, disse, “Vocês estão aqui representando o Governo Federal. E vão levar nossos questionamentos. Saibam que é uma responsabilidade muito grande tratar deste tema e isso não pode ser assim, com o açodamento que está sendo feito. Este governo, que não tem legitimidade, que é acusado de ser golpista, está querendo dar um golpe no Pará. Imaginem se este golpe fosse dado no estado de vocês. Vocês não aceitariam. Fica nossa indignação, nosso repúdio. Pela forma como isso tem sido conduzido. Se nada for feito, só temos uma saída: ir à Justiça!”.

O Governo Federal antecipou em quase dez anos o início do processo de renovação da concessão das ferrovias Carajás (Pará) e Vitória-Minas (parte no Espírito Santo), definindo como contrapartida para a empresa Vale, que detém a concessão, o repasse de R$ 4 bi para a construção de um trecho de 400 km da Ferrovia de Integradao do Centro-Oeste, que não beneficiaria o Pará, o que mobilizou a sociedade contra a medida.

Estudos técnicos estimam um valor em R$ 10 bi para a renovação, valor muito alto comparado com o exigido pelo Governo Federal.

Por Junior Oliveira, Parauapebas
Revisado por Diego Santana


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


POPULARES

Topo