ELEIÇÕES 2018

DEPOIS DAS VOTAÇÕES É SUJEIRA PARA TODOS OS LADOS COM SANTINHOS POLÍTICOS

PARAUAPEBAS

A prática de jogar santinhos nas ruas em dias de votação é algo bastante comum no Brasil. Com o intuito de propagar e induzir os eleitores a votarem em determinados candidatos, materiais impressos com a foto e número de políticos que concorrem os cargos públicos, são jogados nas proximidades, e até mesmo dentro dos locais de votações. Em Parauapebas não foi diferente.

Logo pela manhã, por volta das 4 horas, moradores de Parauapebas que acordaram cedo conseguiram flagrar a ação dos chamados cabos eleitorais, que, em troca de dinheiro de campanhas, prestam serviços em favor do candidato que apoia, com o intuito de conseguir votos. Uma das formas é o derramamento dos populares santinhos em locais de votações.

Tal prática é considerada crime eleitoral, se caracterizando como boca de urna conforme diz a Lei nº 9.504 de 30 de Setembro de 1997, onde se estabelece normas para as eleições. De acordo com o artigo 39, parágrafo 5 e inciso 3 “a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos. (Redação dada pela Lei nº 12.034, de 2009)”. A pena pode ser de detenção de seis meses a um ano, com alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa de cinco mil a quinze mil reais.

Falamos com alguns eleitores que votam no colégio Terezinha de Jesus, localizado no Bairro Cidade Jardim. “Acho que os candidatos que tem essa prática deveriam ter trabalho para a comunidade! Dessa forma não precisariam comprar votos!”, comentou um eleitor. “Acho negativo! Além de ser um crime eleitoral”, protestou outra pessoa que preferiu não se identificar.

Escola Terezinha de Jesus


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


POPULARES

Topo