ESPORTE

MANGUEIRÃO SÓ PODERÁ RECEBE 20 MIL PESSOAS NO JOGO ENTRE REMO E TAPAJÓS

Uma equipe do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) realizou, na tarde desta quarta-feira (30), uma vistoria ao Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, em Belém, para averiguar se o local reúne condições para receber torcedores em jogos do Campeonato Paraense de Futebol. No início de janeiro, uma parte do reboco do teto da arquibancada do estádio caiu, destruindo alguns assentos e levantando suspeitas sobre possível comprometimento da estrutura local.

 

A vistoria foi realizada pelo promotor de Justiça Marco Aurélio do Nascimento, coordenador do Centro de Apoio Operacional Constitucional do MPPA, e pela engenheira Maylor Ledo, integrante do Grupo de Apoio Técnico Interdisciplinar do órgão. Eles coordenam uma equipe de técnicos que vão elaborar um parecer sobre a estrutura do estádio e encaminhar à Federação Paraense de Futebol (PFP) e ao Governo do Estado nesta quinta-feira (31).

Os integrantes do MPPA percorreram toda a extensão do estádio, especialmente as arquibancadas, cadeiras cativas, camarotes, tribunas, banheiros e lanchonetes. Uma equipe da Secretaria de Esporte e Lazer acompanhou a equipe do MPPA.

A visita presencial ao Mangueirão buscou colher informações para subsidiar a análise dos laudos técnicos, referentes à estrutura e segurança do estádio, já encaminhados ao MPPA pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária e engenharia do Governo do Estado. Um relatório técnico de recuperação estrutural, elaborado por uma empresa de engenharia contratada pelo Governo do Estado, também foi encaminhado ao Ministério Público.

Durante a vistoria foi analisado também o andamento das obras e a adoção de outras providências tomadas pelo Governo do Estado para garantir a segurança dos frequentadores do estádio.

O promotor de Justiça Marco Aurélio do Nascimento não antecipou o parecer do MPPA em relação à estrutura do estádio, mas informou que os laudos encaminhados por outros órgãos sinalizam que o Mangueirão pode receber, no momento, um público de 22 mil pessoas, com isolamento da área onde ocorreu o desabamento de parte do teto. A quantidade é reduzida em relação à capacidade máxima de 45 mil pessoas, segundo o Governo do Estado.

A Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor é quem fará o encaminhamento do parecer técnico do MPPA à FPF. O procedimento será conduzido pela promotora Joana Coutinho. A FPF marcou o jogo entre Remo e Tapajós para a tarde do próximo domingo (3), no Mangueirão. A realização da partida, porém, está condicionada à liberação da estrutura de segurança do estádio. O local ainda não recebeu jogos com presença de torcedores neste ano.

 

Fonte: MPPA


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


POPULARES

Topo