TRAGÉDIA EM BRUMADINHO

CORPO DA PARAENSE VÍTIMA DA TRAGÉDIA DE BRUMADINHO É ENCONTRADO

Depois que o corpo de Lenilda Cavalcante Andrade foi identificado, em Brumadinho (MG), a família da paraense decidiu que não vai trazer o corpo dela de volta a Parauapebas, no sudeste do Pará. O corpo da funcionária do setor administrativo da empresa estava em avançado estado de decomposição quando foi encontrado e, de acordo com familiares, será cremado em Minas Gerais. As cinzas de Lenilda serão trazidas para Parauapebas.

Segundo Vitor Andrade, filho da paraense, Lenilda estava no refeitório da empresa quando a tragédia ocorreu. Segundo ele, a mãe visualizou a última mensagem de WhatsApp da filha por volta de 11h40 (horário de Brasília) do dia 25 de janeiro, data em que a barragem da Vale se rompeu.

Os pais de Lenilda estavam em Brumadinho desde o dia do acidente. “Só saio de Brumadinho com a minha filha”, declarou o pai em entrevista ao Portal de Notícias Roma News.

Na manhã deste sábado, a família esteve no Instituto Médico Legal de Belo Horizonte decidindo o que seria feito com o corpo. O reconhecimento só foi possível por meio de exame de DNA. O pai dela coletou material na última quarta-feira (30) para ajudar na identificação dos corpos que foram encontrados próximos ao refeitório da Vale.

Wesley Eduardo de Assis, namorado da paraense, continua desaparecido. Ele era operador de máquinas e trabalhava em uma empresa terceirizada, prestadora de serviços da Vale.

Fonte: Roma News


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


POPULARES

Topo