ELEIÇÕES 2018

SE DEPENDESSE DE PARAUAPEBAS, O GOVERNADOR DO PARÁ NÃO SERIA HELDER

PARAUAPEBAS

Helder Barbalho (MDB) vence a disputa eleitoral com vantagem considerável de pouco mais de 10%, chegando a marca de 2.068.319 votos contra os 1.663.045 votos que recebeu Miranda do DEM. O novo Governador do Pará contou com o apoio de várias figuras políticas, como o prefeito Darci Lermen, de Parauapebas, que não conseguiu eleger o candidato na sua própria casa.

O prefeito de Parauapebas carrega um grande peso nesse governo. Muitos problemas no tocante à todas as áreas da sociedade. Violência em alta, registrando aumento nos números de assaltos, homicídios e tráfico de drogas; saúde precária, funcionando às minguas com estruturas problemáticas e atendimento ineficaz que geram grandes filas por falta de médicos e outros profissionais da área; quanto a educação, pais reclamam de merenda e materiais escolares de péssima qualidade.

Talvez por isso o resultado negativo em relação a força que teve o apoio do então prefeito, Darci Lermen, que apoio com tanto esforço e recursos a campanha de Helder Barbalho. A máquina pública de Parauapebas não conseguiu garantir a vitória do candidato de Darci no seu próprio município, conseguindo apenas 47,17% dos votos, cerca de 46.426 votos, em um universo aproximado de mais de 150 mil eleitores.

A despeito da derrota, Márcio Miranda do DEM conseguiu vencer Helder Barbalho na Capital do Minério, conseguindo a maioria dos votos, cerca de 52.002 votos, equivalente a 52,83% do total. Tal resultado mostra que o apoio dado por Darci, não surtiu o efeito esperado, deixou a desejar. Mesmo apoiando o favorito na corrida, o então prefeito não conquistou votos do seu próprio eleitor. Esse fenômeno pode representar o decaimento da força de Darci entre os “seus”.


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POPULARES

Topo