PARAUAPEBAS

DEMOCRACIA É ATACADA ATRAVÉS DE AÇÃO DO GOVERNO QUE TENTA COIBIR MANIFESTAÇÃO POPULAR

Moradores do Complexo de Bairros da VS 10, estão se preparando para ocupar a prefeitura Municipal de Parauapebas, para exigir audiência com o prefeito Darci Lermen, segundo o secretário de comunicação, Laércio de Castro, comunicou ontem (19/03) por meio do portal de comunicação do município, em que a reunião extraordinária estava marcada para o próximo dia 26.

Sem tempo, nem paciência para esperar, o grupo de manifestantes teve como plano estratégico ocupar na manhã de hoje, quarta-feira, 20, as instalações da Prefeitura de Parauapebas onde protestaria, seus direitos democráticos como saúde, saneamento básico e educação de qualidade, segundo algumas pessoas que frequentaram a prefeitura logo pela manhã, observaram que foi montada uma barricada na rotatória do órgão executivo, com os agentes do DMTT, Guarda Municipal e apoio da Polícia Militar, ferindo o direito de ir e vim dos manifestantes.

Há trinta e um anos a Constituição Federal entrou em vigor. Os constituintes objetivaram instituir “um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias”.

Movimento antidemocrático fere estes valores supremos assegurados pela Constituição e apela ao ódio e à violência, colocando o povo contra o povo. Demoniza seus opositores, classifica-os de comunistas, menospreza a população de Parauapebas e tenta semear o ódio e o medo. Esta atitude já se concretiza por meio de ilusões e falta de compromisso contra os que manifestam posições divergentes.

A Constituição sai ferida com esta intolerância que nega a diversidade do povo Paraupebeense, estimula preconceitos e incentiva o conflito social.

O candidato deste movimento quer se valer de eleições democráticas em sentido contrário para dar legalidade e legitimidade a um governo que pretende, garantir impunidade aos abusos policiais e reduzir ou cortar programas de direitos humanos e sociais. Em poucas palavras, é o abandono do Estado Democrático de Direito.

Parauapebas é um município de desigualdades sociais profundas em que os ricos estão cada vez mais ricos à custa dos pobres cada vez mais pobres. Estes candidatos antidemocráticos atendem às imposições do sistema financeiro e da política neoliberal que atacam direitos sociais, ambientais e o patrimônio do município. As possíveis consequências deste programa são: Na verdade, tais medidas constituem a intensificação do Governo das oportunidades, que está produzindo desemprego, sofrimento e abandono da população.

Tais políticas, já receberam veemente condenação do reconhecido líder mundial, o Papa Francisco: “Assim como o mandamento «não matar» põe um limite claro para assegurar o valor da vida humana, assim também hoje devemos dizer «não a uma economia da exclusão e da desigualdade social». Esta economia mata.” (Evangelii Gaudium, 53).

Por tudo isso, nós, integrantes de organizações da sociedade civil, portadores da convicção da inafastável dignidade da pessoa humana, fundamento dos direitos humanos, não podemos nos omitir. Respeitamos todos aqueles que, por motivos variados, tenham votado sem atentar para estes valores, mas queremos dialogar francamente com todos. A possibilidade de se instalar um governo como esse movimento deseja, retoma o passado de ditadura já superado.

Em Parauapebas pode ter divergências, porém sem ódio. Há necessidade do crescimento da economia com diminuição da desigualdade. Com base nestes valores, temos o dever fraterno de alertar a todos os nossos cidadãos, para que sua escolha na próxima eleições se contemple os princípios aqui defendidos e o candidato que os representa, integrante de uma ampla frente democrática pluripartidária, para assegurar um futuro de Justiça e de Paz para Parauapebas.

Por: Sen Toagi


1 comentário

1 comentário

  1. Pingback: PREFEITO DE PARAUAPEBAS FALA SOBRE SUPOSTO IMPEDIMENTO DE MANIFESTANTES NA PREFEITURA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POPULARES

Topo