PARAUAPEBAS

FAMÍLIAS DAS ÁREAS ATINGIDAS PELOS PROSAP PARTICIPAM DE AUDIÊNCIAS PÚBLICAS

Nos dias 8 e 9 de julho as equipes do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap) realizaram audiências públicas com as famílias das áreas atingidas pelas obras do programa.

Em 2017 a equipe Social do Prosap fez o levantamento e o cadastramento de todas essas famílias e de suas respectivas residências. Em 2018, em função das grandes enchentes, muitas dessas famílias foram retiradas de áreas como as Palafitas e Riacho Doce, que são de abrangência do programa.

Já as famílias da rua XV de Novembro, no bairro Rio Verde, foram remanejadas no primeiro semestre deste ano por conta do início das obras, previsto para o segundo semestre. Todas essas famílias recebem o aluguel social enquanto aguardam a construção do conjunto habitacional que será feito com recursos do Prosap.

“Eu recebi o convite na minha casa para vir participar dessa audiência pública. Achei muito importante tudo o que foi falado e o espaço que deram para tirarmos nossas dúvidas. Estou no aluguel social. Meu sonho é receber minha casa e fiquei muito feliz quando apresentaram aqui na audiência os modelos das nossas futuras moradias”, destacou a auxiliar de limpeza, Cleude Ribeiro, que morou por cinco anos na área do Riacho Doce.

“Aqui na audiência explicaram como será o projeto. Eu fiquei muito satisfeito com tudo o que falaram e só posso dizer que esse pessoal está de parabéns, por que vão resolver o problema das enchentes e ainda vão nos ajudar a ter uma casa em condições mais dignas”, comentou o mecânico Joacyr Conceição, que também recebe o aluguel social e residia em uma área de risco, nas margens do Rio Parauapebas.

“Nosso principal objetivo com as audiências públicas voltadas às famílias das áreas atingidas pelo Prosap é explicar mais detalhes do programa, e também apresentar, explicar e discutir o Plano Específico de Reassentamento (PER) dessas famílias. Todos tiveram a oportunidade de tirar as dúvidas”, explicou Eulália Almeida, sub-coordenadora social do Prosap.

“O Prosap vem para melhorar a qualidade de vida da população de Parauapebas, principalmente a partir da promoção de saneamento básico. No programa serão feitas obras de macro e micro drenagem, melhorias no sistema sanitário na área de intervenção do programa e também no sistema de abastecimento de água, além de obras viárias de urbanização e paisagismo e a construção das unidades habitacionais para o reassentamento das famílias diretamente afetadas”, detalhou Thais Valadares, sub-coordenadora de infraestrutura do Prosap.

“A orientação do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento – agente financiador da obra), é que a gente proporcione para essas famílias da área atingida condição de moradia igual a que eles tinham ou até mesmo melhor. A gente vai fazer uma obra onde existiam famílias morando, não podemos desconsiderá-las no processo. Por isso também as consultas públicas, para garantir esse contato com as famílias, explicar e tornar o mais claro possível como é que vai ser essa realocação de cada uma delas”, acrescentou Thais.

Por: Karine Gomes

Fotos:/Piedade Ferreira


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


POPULARES

Topo