CELPA

Parauapebas teve mais de 80 colisões de veículos em postes

Levantamento feito pela Celpa, nos últimos sete meses de 2019, apontou os locais em que há maior registro no município

De janeiro a julho deste ano, foram registrados 86 acidentes envolvendo veículos automotores e postes de energia. O número foi contabilizado pela Celpa, cujo prejuízo varia em torno de R$ 5 mil por poste danificado, levando em consideração a estrutura e os equipamentos neles instalados. Os consumidores também são prejudicados com a suspensão do fornecimento. No ano passado, a Celpa registrou em todo o Pará, 803 casos de postes que tiveram que ser substituídos ou recompostos após colisões.

Em Parauapebas, os locais que registram o maior número desse tipo de ocorrência são os bairros Cidade Jardim, dos Minérios e o Parque dos Carajás. De acordo com o Artigo 927 do Código Civil, quem, por ato ilícito, causar danos a terceiros, fica obrigado a repará-lo. Dessa forma, o valor total dos reparos e os danos aos clientes devem ser pagos pelo motorista que pode ser acionado judicialmente, inclusive.

Segundo o executivo de manutenção da Celpa, Matheus Ribeiro, recentemente foram tomadas algumas medidas para tentar coibir o impacto de veículos com as estruturas. “Nós fizemos um levantamento dos postes que estão mais vulneráveis, localizados principalmente em vias de grande movimento, para instalarmos defensas, que possui como objetivo evitar ou amenizar a colisão direta aos postes que possuem partes energizadas”, explica Matheus.

Em casos de abalroamento, o maior prejuízo são os que atingem postes que sustentam linhas de transmissão. “Esses podem deixar cidades inteiras sem fornecimento, além do reparo ter um custo muito maior. Esse levantamento foi feito em alguns municípios das regiões sul e sudeste do Estado, como Parauapebas, Marabá, Redenção e Conceição do Araguaia”, destaca o executivo.

Nos casos de acidentes ou até mesmo de postes inclinados com risco de queda, as orientações são que jamais os cidadãos se aproximem de fios e cabos partidos ou caídos no chão, e não toque em pessoas ou objetos que estejam em contato com a rede elétrica. Em casos dessa natureza, é necessário que a população entre em contato com a concessionária pela Central de Atendimento, pelo número 0800 091 0196, que fica disponível 24 horas por dia.


Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POPULARES

Topo